Fale conosco pelo WhatsApp

Lifting Facial

Lifting Facial

A ritidoplastia, popularmente chamada de lifting facial ou face lifting, é um procedimento cirúrgico que promove o rejuvenescimento facial por meio da suavização das rugas que acometem a região do rosto e pescoço. Para que a operação alcance este resultado, é retirado o excesso de pele e as camadas musculares da região são reposicionadas, garantindo uma aparência mais jovem e sem transparecer que foi feita uma intervenção.

O lifting facial se destaca como uma das cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil e, embora seja muito eficiente para proporcionar um aspecto mais jovial, não retarda e nem interrompe o processo de envelhecimento.

Isso porque, as consequências do tempo sobre a pele são naturais e fazem parte do ciclo de vida de qualquer pessoa, sendo impossível impedir que elas continuem aparecendo.

Vale lembrar, porém, que a adoção de uma rotina de cuidados básicos é capaz de minimizar o envelhecimento precoce. Isso significa que os efeitos de uma cirurgia de rejuvenescimento facial não duram para sempre, embora possam se tornar mais duradouras se o paciente fizer uso do protetor solar e ficar atento à sua hidratação, alimentação e saúde geral.

Lifting facial: para quem é indicado?

O face lifting é recomendado para pessoas com idade acima dos 40 anos e que apresentam sinais avançados de envelhecimento facial, isto é, em que o rosto apresenta rugas, excesso de pele e mal posicionamento das estruturas. O procedimento é totalmente individualizado, de modo que os resultados alcançados sejam harmônicos e tenham uma aparência que respeite os traços característicos do paciente.

Para a realização e indicação do lifting facial, é preciso que o indivíduo se consulte com um cirurgião plástico qualificado e especializado. Este profissional deverá avaliar as condições clínicas do paciente — que precisa estar saudável e não apresentar nenhum fator considerado de risco — para, assim, apontar se o procedimento poderá ser feito de maneira segura e eficiente.

Como é feita a cirurgia de rejuvenescimento facial?

O lifting facial é uma cirurgia plástica e deve ser feita em ambiente hospitalar, com acompanhamento de uma equipe cirúrgica completa: médico-cirurgião, anestesiologista, instrumentador cirúrgico e enfermeiros. Para garantir o conforto do paciente, são administrados medicamentos que podem variar entre sedação intravenosa ou anestesia geral, de acordo com a recomendação médica.

Com o paciente anestesiado, o cirurgião plástico faz uma incisão na região do couro cabeludo, por onde ele consegue acessar os músculos que serão restaurados durante o procedimento. Após o reposicionamento das estruturas da face, o excesso de pele é removido e é feita uma sutura com colocação posterior de bandagem, de modo a evitar que os pontos se rompam. O tempo de internação geralmente não passa de 24 horas.

Assim como qualquer procedimento cirúrgico, o lifting facial apresenta riscos. Os principais dizem respeito à problemas na cicatrização, dormência, alta sensibilidade, alergia à anestesia e complicações cardíacas. Esses são eventos raros, uma vez que esta é uma cirurgia estética eletiva, ou seja: trata-se de uma conduta planejada e não emergencial, em que o paciente pode esperar pelo momento mais adequado para realizá-la sem que existam grandes riscos.

Cuidados pré e pós-operatórios

Antes de passar pelo procedimento, o paciente precisa fazer diversos exames de rotina, especialmente os cardiológicos e de sangue. O objetivo é identificar possíveis fatores de risco que podem comprometer a execução da cirurgia ou a recuperação do paciente. Com a liberação do procedimento, é preciso se consultar com o anestesista para que seja detectado o melhor método de sedação com base nas condições e histórico individual.

Nos dias que antecedem o lifting facial, o paciente também deve seguir à risca as recomendações desses dois profissionais, que geralmente incluem:

  • Suspender o uso de medicamentos anticoagulantes;
  • Não fumar;
  • Não usar maquiagens e cremes faciais na véspera da cirurgia;
  • Jejum alimentar;
  • Não utilizar fixadores ou outros produtos para cabelo no dia da operação.

Após a alta hospitalar, é comum que apareçam inchaços e manchas roxas na região do rosto, assim como algumas dores. Nas primeiras 48 a 72 horas, é recomendado que o paciente durma com a cabeceira da cama elevada e não encoste a lateral da face no travesseiro. Depois desse período, a tendência é que esses desconfortos regridam de maneira progressiva e as atividades rotineiras podem ser retomadas em cerca de 14 dias.

Outros cuidados importantes após a realização do lifting facial são:

  • Fazer uso dos medicamentos prescritos pelo cirurgião;
  • Não se expor ao sol;
  • Fazer curativos e higienizar as suturas conforme orientação médica;
  • Manter-se atento à dieta, evitando especialmente os alimentos muito gordurosos;
  • Não praticar exercícios físicos nos primeiros 30 dias após a cirurgia.

Benefícios e resultado do lifting facial

O processo de cicatrização pode variar de uma pessoa para outra, e pode levar até seis meses para que todo o inchaço desapareça e as marcas da incisão fiquem com aparência normal. Nesse período, é fundamental usar protetor solar diariamente para ajudar a manter a pele com aparência renovada e minimizar o envelhecimento associado aos danos do sol.

Apesar do longo período de recuperação, o paciente poderá notar os principais resultados do lifting facial 3 meses após a cirurgia. São eles:

  • Pele com aparência descansada e jovem;
  • Suavização da flacidez facial;
  • Redução das rugas e linhas de expressão;
  • Recuperação do tônus muscular facial perdido com o tempo;
  • Melhora da autoestima e do relacionamento com o próprio corpo.

Todos esses benefícios podem ser colhidos sem que o paciente fique com aparência de pele esticada ou cicatriz chamativa. O efeito final da ritidoplastia é bastante natural, uma vez que as marcas da incisão ficam escondidas no couro cabeludo e o procedimento respeita a estrutura facial e apenas retira a pele excedente, sem deixar perceptível que a pessoa foi submetida a uma cirurgia plástica.

Para prolongar os resultados obtidos, é indicada a adoção de um estilo de vida saudável — com a prática regular de exercícios, uma dieta balanceada e longe do tabagismo. Procedimentos estéticos complementares também podem ajudar a complementar o face lifting. É o caso de técnicas de peeling ou preenchimento de rugas, por exemplo.

Para saber mais sobre o lifting facial e descobrir se este é o procedimento certo para você, converse com um cirurgião plástico qualificado e tire todas as suas dúvidas.