Fale conosco pelo WhatsApp

Como é feito o lifting facial?

Mulher com rosto rejuvenescido em fundo azul
23out, 2020

O lifting facial é um procedimento realizado a partir de uma incisão no couro cabeludo, que permite que o cirurgião acesse as estruturas faciais do paciente

Capaz de promover o rejuvenescimento facial por meio da suavização de rugas e marcas de expressão, a ritidoplastia é uma das cirurgias plásticas mais realizadas no mundo inteiro. Como consequência dessa elevada procura, é natural que surjam diversas dúvidas sobre o procedimento — sendo que a principal delas diz respeito a como é feito o lifting facial (outro nome dado à mesma intervenção).

Para quem deseja entender como é feito o lifting facial, é possível resumir o procedimento em duas etapas básicas: remoção do excesso de pele e reposicionamento das estruturas faciais. Para que isso seja possível, entretanto, são necessários diversos outros cuidados antes do procedimento, que envolvem consultas pré-operatórias e avaliação individualizada. Entenda melhor a seguir:

Como é feito o lifting facial: indicação e pré-operatório

A ritidoplastia é indicada para pessoas que apresentam características de envelhecimento facial, com presença de rugas, flacidez, linhas de expressão e excesso de pele. Embora o aparecimento desses sinais seja uma consequência natural do passar dos anos, muitas pessoas se sentem incomodadas com eles e encontram no lifting facial a solução para recuperar a tonificação cutânea.

Para ser submetido à cirurgia de lifting facial, o paciente precisa passar por uma série de exames que têm o objetivo de verificar a existência de possíveis fatores de risco que podem comprometer a realização da cirurgia. Também é necessário se consultar com um anestesiologista para que seja avaliado o melhor método de sedação para o procedimento.

Além disso, pode ser necessário adotar medidas específicas como suspender o uso de medicamentos de ação anticoagulante, parar de fumar com antecedência e não usar maquiagem ou cremes faciais na véspera da cirurgia. Todas essas recomendações são dadas pelo cirurgião plástico durante as consultas que antecedem a operação, e devem ser seguidas à risca.

Como a ritidoplastia é feita?

Para quem se pergunta como é feito o lifting facial, é preciso destacar que este é um procedimento que necessita de ambiente hospitalar e acompanhamento de uma equipe cirúrgica completa. Com o paciente anestesiado, o cirurgião plástico faz uma incisão na região do couro cabeludo do indivíduo, por onde é possível acessar os músculos que serão restaurados na ritidoplastia.

Em seguida, o profissional faz o reposicionamento das estruturas, remove o excesso de pele e faz uma sutura com bandagem. O tempo de internação, geralmente, não ultrapassa 24 horas, mas são necessários cuidados específicos após a alta hospitalar, tais como evitar a exposição solar, tomar os medicamentos conforme prescrito pelo cirurgião e aguardar algumas semanas para a prática esportiva.

É importante frisar que a ritidoplastia é um procedimento totalmente individualizado. Portanto, a forma como é feito o lifting facial e os resultados alcançados a partir da intervenção respeitam sempre as características de cada paciente, de modo a proporcionar ao paciente uma aparência harmônica e que respeite seus traços característicos.

Recuperação e benefícios

O processo de cicatrização pode variar de pessoa para pessoa levando até 6 meses para que todo o inchaço proveniente da intervenção desapareça completamente. Embora o período de recuperação seja longo, já a partir do terceiro mês é possível notar os principais resultados do lifting facial, tais como:

  • Pele aparentando estar mais descansada e jovem;
  • Redução da flacidez da face;
  • Suavização das rugas e linhas de expressão;
  • Recuperação do tônus muscular;
  • Aprimoramento da autoestima.

Todos esses benefícios da ritidoplastia podem ser alcançados sem que o paciente fique com uma cicatriz chamativa ou aparência de pele esticada. É importante lembrar que, independentemente de como é feito o lifting facial, o procedimento não é capaz de interromper o processo natural de envelhecimento. Por isso, o ideal é sejam adotadas medidas de cuidado com a pele para prolongar os resultados obtidos.

Se você ainda tem dúvidas a respeito de como é feito o lifting facial ou deseja saber se este é um procedimento indicado para você, entre em contato e agende uma consulta com o cirurgião plástico Dr. João Biló.

Fontes:

Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face;

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;

Clínica de Cirurgia Plástica Dr. João Pedro Biló.

Cirurgião plástico formado pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP e com especialização em Microcirurgia e Cirurgia Reparadora pela mesma instituição. Também, Médico Colaborador do Setor de Microcirurgia e Reconstrução de Membros Inferiores da Disciplina de Cirurgia Plástica da Universidade Federal de São Paulo Escola Paulista de Medicina (UNIFESP / EPM).