Fale conosco pelo WhatsApp

O que é o lifting facial?

Mulher puxa a pele do rosto em um fundo cinza
09out, 2020

O lifting facial é uma cirurgia plástica que suaviza rugas e sinais de envelhecimento que acometem o rosto e o pescoço

O lifting facial — também chamado de ritidoplastia — é um procedimento estético  cirúrgico que vem ganhando cada vez mais popularidade pelos benefícios que pode oferecer ao paciente, como o rejuvenescimento. Mas, o que é lifting facial?

Ainda que muitos possam conhecer seus benefícios, pode haver algumas dúvidas sobre de fato o que é lifting facial, principalmente no que diz respeito a forma como este procedimento é realizado e quais são as pessoas que podem recorrer a este tratamento estético. Já que, como em qualquer outro procedimento, existem indicações e contraindicações para a sua realização.

Saiba todas as particularidades do lifting com informações cedidas pelo cirurgião plástico Dr. João Biló.

Entenda o que é lifting facial

Antes de saber como o tratamento funciona, é necessário compreender o que é o lifting facial e em quais situações ele pode ser útil.

O lifting facial é um procedimento cirúrgico que oferece uma melhora visível dos sinais de envelhecimento natural que afetam o rosto e o pescoço, tais como:

  • Vincos nas pálpebras inferiores e ao longo do nariz, que podem se estender até o canto da boca;
  • Gordura que tenha sido deslocada;
  • Flacidez no terço médio da face;
  • Perda de tônus muscular, que pode ocasionar, por exemplo, a papada;
  • Pele frouxa e/ou excesso de depósitos de gordura sob o queixo e a mandíbula.

Mesmo que esses incômodos possam surgir em diferentes épocas da vida de um indivíduo, o lifting facial é indicado apenas para pessoas com idade igual ou superior a 40 anos e que apresentam sinais avançados de envelhecimento facial — como rugas, mau posicionamento da pele e excesso de pele e flacidez.

Durante a primeira consulta, além da análise da pele e dos incômodos apresentados, o cirurgião investigará os hábitos do paciente, averiguando se ele se encontra apto a realizar a cirurgia.

É importante ressaltar que o indivíduo interessado no lifting facial deve ter expectativas realistas sobre o procedimento. Além disso, ele deve ter consciência de que se trata de uma intervenção individual, em que serão considerados a estrutura facial do paciente para que os objetivos sejam alcançados com harmonia, e não visando a semelhança com algum artista.

Como é feito o procedimento?

Após compreender o que é o lifting facial e as particularidades deste procedimento, é interessante também conhecer como a cirurgia é realizada. Em um primeiro momento, o paciente é submetido à anestesia — que pode ser tanto intravenosa como anestesia geral.

Após a administração e efeito do anestésico, o cirurgião irá dar início ao procedimento. De maneira geral, o lifting facial é realizado a partir de uma incisão que começa no couro cabeludo na região temporal, segue em torno da orelha e termina na parte inferior do couro cabeludo.

A gordura pode ser redistribuída ou esculpida na face, na papada e no pescoço. O tecido subjacente é reposicionado e os músculos elevados. Pode ser necessário realizar uma segunda incisão abaixo do queixo para melhorar o aspecto de envelhecimento no pescoço. As incisões então são fechadas pelo método de suturas ou então por meio de adesivos.

Resultados do lifting facial

Embora possa este seja um procedimento relativamente simples, o resultado do lifting facial não costuma aparecer rapidamente. O processo de recuperação pode levar até seis meses, o que depende das particularidades de cada paciente. Apenas após esse período será possível observar os resultados do procedimento em sua totalidade.

Durante este período, é importante que o paciente faça o uso constante de protetor solar, mantendo a pele protegida. Esse hábito pode e deve ser levado após o período de recuperação, já que a proteção minimiza o processo de envelhecimento e os danos causados pela luz solar.

O paciente também pode manter hábitos saudáveis, como uma alimentação balanceada, o que pode prolongar os efeitos da cirurgia e até mesmo prevenir que outras condições acometam sua saúde.

Antes de decidir realizar este procedimento cirúrgico — assim como qualquer outro — é necessário que o indivíduo procure compreender o que é o lifting facial, as particularidades desta intervenção e os resultados que podem ser obtidos. Portanto, não deixe de procurar um cirurgião plástico para esclarecer suas dúvidas. Quer saber mais sobre o assunto? Agende uma consulta com o Dr. João Biló!

Fontes:

Clínica de Cirurgia Plástica – Dr. João Biló;

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Cirurgião plástico formado pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP e com especialização em Microcirurgia e Cirurgia Reparadora pela mesma instituição. Também, Médico Colaborador do Setor de Microcirurgia e Reconstrução de Membros Inferiores da Disciplina de Cirurgia Plástica da Universidade Federal de São Paulo Escola Paulista de Medicina (UNIFESP / EPM).