Fale conosco pelo WhatsApp

Cirurgias Plásticas

A cirurgia plástica é uma das especialidades médicas reconhecidas tanto pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) como pela Associação Médica Brasileira. O principal objetivo desse tipo de procedimento é agregar melhorias ao corpo, seja para aprimorar a estética ou para corrigir deformidades congênitas (de nascença) ou adquiridas (em caso de acidentes, traumas ou tratamento de doenças oncológicas).

O Brasil está entre os países que mais realizam essas intervenções, e o setor de cirurgia plástica ainda apresenta uma forte tendência ao crescimento. Isso mostra como as pessoas têm procurado cada vez mais por qualidade de vida e bem-estar, que podem ser alcançados por meio da melhora da autoestima e da construção de um bom relacionamento com a autoimagem.

Por que fazer uma cirurgia plástica?

A cirurgia plástica pode ser feita por diversas razões, que vão desde insatisfação com o próprio corpo a problemas relacionados a uma ocorrência traumática. Embora muitas pessoas acreditem que a realização deste procedimento é apenas uma questão estética, muitas vezes a operação é considerada tão necessária como qualquer outra intervenção cirúrgica, uma vez que auxilia diretamente na recuperação psicológica do paciente.

Para que o procedimento seja benéfico e saudável, entretanto, é fundamental que o indivíduo tenha expectativas realistas no que diz respeito aos resultados que serão alcançados por meio da cirurgia plástica. Os motivos que levam o paciente a procurar um cirurgião plástico são muito pessoais e variáveis, mas é importante que eles sejam alcançáveis e pautados no bom senso.

Ao se consultar com um cirurgião plástico, portanto, é essencial que o paciente fale francamente com o profissional e explique seus objetivos e perspectivas. A partir desta conversa, o indivíduo poderá entender todos os detalhes do procedimento e o que esperar dos resultados. Esta é uma etapa pré-cirúrgica muito importante, pois minimiza as chances de que ocorram frustrações após a operação.

Cirurgia plástica estética

Como o nome sugere, a cirurgia plástica estética tem como principal finalidade melhorar a aparência do indivíduo por meio da correção de imperfeições ou ajuste de formas e contornos. Em geral, este não é considerado um procedimento que busca a saúde, embora também possa favorecer a funcionalidade do organismo — é o caso, por exemplo, de mulheres que reduzem os seios e minimizam dores cervicais.

Quem se submete a uma cirurgia estética observa uma significativa melhora de algum aspecto físico que não lhe agrada e, por isso, causam prejuízos de ordem psicológica. Os principais benefícios deste tipo de procedimento estão relacionados ao aumento da autoestima e amor-próprio.

Os principais tipos de cirurgias plásticas estéticas existentes são:

  • Lifting facial: a ritidoplastia é um procedimento que promove rejuvenescimento facial por meio da suavização de rugas e marcas de expressão;
  • Blefaroplastia: cirurgia nas pálpebras para correção de frouxidão, pele flácida e presença de bolsas de gordura;
  • Mamoplastia: altera o volume ou formato dos seios, fazendo com que eles fiquem mais harmoniosos e proporcionais em relação ao restante do corpo;
  • Rinoplastia: harmoniza o nariz com o restante dos elementos faciais;
  • Abdominoplastia: melhora o contorno corporal por meio da retirada de pele e gordura acumulados na região abdominal;
  • Mentoplastia: corrige o mal posicionamento do queixo;
  • Otoplastia: trata orelhas proeminentes, popularmente chamadas de “orelha de abano”.

Cirurgia plástica reparadora

Neste tipo de cirurgia plástica, são corrigidas estruturais consideradas anormais para o corpo com o objetivo de melhorar a funcionalidade (como no caso de queimaduras, que podem reduzir a amplitude de movimento) e a aparência (nos casos de lesões deformantes, ou problemas de saúde como câncer de mama). Esta é considerada uma intervenção de saúde e, por isso, muitas vezes está incluída na cobertura dos planos de saúde e é oferecida no Sistema Único de Saúde (SUS).

As cirurgias reparadoras mais frequentes são a reconstrução de mama (reconstrói o seio que precisou ser retirado por conta de tratamento de câncer) e a cirurgia de câncer de pele, que retira tumores que acometem a região cutânea. Além dessas, também são cirurgias plásticas reparadoras:

  • Reconstrução de orelha;
  • Cirurgia pós-bariátrica;
  • Procedimentos para corrigir sequelas de queimaduras;
  • Cirurgia crânio-maxilo-facial para corrigir síndromes congênitas, como lábio leporino;
  • Cirurgia de membros, em casos de amputação.

Quanto custa uma cirurgia plástica?

De acordo com as normas do Conselho Federal de Medicina (CFM), é proibido divulgar valores de procedimentos fora de ambientes clínicos. Isso significa, portanto, que é preciso se consultar com um cirurgião plástico para saber mais detalhes sobre o custo de uma cirurgia plástica. Além disso, é importante ter em mente que os procedimentos são sempre individualizados, e os valores dependem de fatores muito variados.

Cuidados pré e pós-operatórios

Engana-se quem pensa que as cirurgias plásticas, mesmo as de ordem estética, são procedimentos simples. Essas intervenções demandam preparativos cuidadosos como qualquer outro tipo de operação, uma vez que é preciso deixar o organismo pronto para a anestesia e para o período de recuperação. Por isso, sempre são solicitados exames cardiológicos e de sangue, além de outras possíveis avaliações complementares.

Outros cuidados geralmente indicados dizem respeito a parar de fumar, hidratar a pele, suspender o uso de medicamentos que podem atrapalhar o processo de cicatrização e evitar o uso de dermocosméticos e, dependendo da cirurgia, de maquiagem.

No pós-operatório, é essencial seguir todas as recomendações médicas e tomar as medicações conforme o orientado. Dependendo do tipo de cirurgia plástica realizada, pode ser necessário evitar atividades e movimentos específicos, tais como levantar os braços ou até mesmo dirigir. Outro cuidado essencial diz respeito à higiene e troca de curativos, e o paciente geralmente tem alta hospitalar com todas essas recomendações bem detalhadas.

Dependendo da parte do corpo em que a cirurgia foi feita, podem ser necessários cuidados na hora de dormir, com a alimentação e até mesmo no uso de roupas. Operações nas mamas, por exemplo, geralmente implicam no uso obrigatório e ininterrupto de sutiã cirúrgico para garantir a sustentação dos seios.

Para saber mais sobre os diferentes tipos de cirurgia plástica, bem como descobrir seus principais benefícios e indicações, agende uma consulta com um cirurgião de confiança. Aproveite este momento para tirar todas as suas dúvidas e alinhas expectativas em relação aos resultados que podem ser alcançados a partir dos procedimentos.