Fale conosco pelo WhatsApp

Mamoplastia

Mamoplastia

É chamada de mamoplastia toda cirurgia plástica que visa alterar o volume ou o formato das mamas, tornando-as mais harmoniosas e proporcionais em relação ao restante do corpo. Este é um dos procedimentos estéticos mais procurados no País, e pode ter como objetivo a redução ou aumento. A operação também pode ter caráter reconstrutivo ou reparador, sendo indicada para pacientes que precisaram remover o seio por motivos de saúde.

Independentemente de seu tipo, a mamoplastia contribui diretamente para solucionar problemas relacionados à autoestima e insatisfação com o próprio corpo. Vale lembrar que este tipo de intervenção cirúrgica vai muito além de um aprimoramento estético, e ajuda a devolver a autoestima e confiança de mulheres que enfrentam câncer de mama.

Mamoplastia de aumento

Geralmente procurada por mulheres que possuem seios pequenos, a mamoplastia de aumento utiliza implantes de silicone para aprimorar ou restaurar o volume das mamas. A prótese pode ter formato redondo ou anatômico, com diferentes volumes, e deve ser escolhida junto ao cirurgião plástico responsável pela realização do procedimento.

O implante de silicone pode ser indicado não apenas para pacientes que se sentem insatisfeitas com o tamanho de suas mamas, mas também para aquelas que perderam bastante peso ou notaram uma considerável diminuição das mamas após a gravidez.

Mulheres que apresentam mamas de tamanhos diferentes, ou que retiraram parte delas também podem optar pelo procedimento.

Cirurgia de redução das mamas

Seios muito volumosos e desproporcionais em relação ao restante do corpo também podem causar transtornos relacionados à imagem, além de gerar desconfortos no pescoço e problemas de coluna. A mamoplastia redutora também pode ser indicada para mulheres que se sentem desconfortáveis com o tamanho e aparência de suas mamas, o que acaba afetando sua autoestima.

A cirurgia de redução consiste na remoção do excesso de gordura mamária, tecido glandular e de pele, de modo a fazer com que os seios atinjam um tamanho mais harmonioso e satisfatório para a paciente. O procedimento pode incluir o reposicionamento das estruturas para melhorar a forma geral das mamas.

Mamoplastia reconstrutiva

Indicada para pessoas que precisaram retirar a mama— seja parcialmente ou em sua totalidade — por conta de tratamentos contra o câncer de mama, a cirurgia de reconstrução pode ser feita a partir de diferentes técnicas. São elas:

  • Com o tecido da própria paciente;
  • Com prótese de silicone;
  • Utilizando tecidos da própria mama;
  • Com uso de expansor e prótese.

A escolha do método mais adequada pode variar de acordo com cada caso, mas sempre permitindo que a paciente com câncer recupere parte de sua identidade feminina e autoestima. Este é um procedimento que ajuda a mulher a enfrentar este momento tão difícil.

Cirurgias reparadoras

Estes tipos de mamoplastias são indicadas para quem deseja corrigir imperfeições como assimetrias mamárias e diminuição de aréolas. A realização desses procedimentos depende diretamente da necessidade de cada pessoa, e podem alterar tamanho, formato e posição tanto das mamas como das aréolas.

Cuidados pré-operatórios

O ideal é que a mamoplastia seja feita quando o tamanho e formato dos seios da paciente já está definido, ou seja: a partir dos 18 anos, em média. A realização do procedimento precisa ser avaliada criteriosamente por um cirurgião plástico que, além de levar em consideração as condições clínicas e características do indivíduo, deve alinhar as expectativas da paciente com a realidade oferecida pela operação.

Para se submeter à cirurgia, é preciso estar com a saúde em dia. Isso significa que o médico responsável pela mamoplastia solicitará alguns exames pré-operatórios, que são:

  • Mamografia ou ultrassonografia de mamas;
  • Hemograma;
  • Avaliação cardiológica;
  • Coagulograma;
  • Análise glicêmica.

O objetivo é avaliar a saúde da paciente, de modo a identificar riscos e minimizar complicações pós-operatórias. Antes de entrar no centro cirúrgico, pode ser necessário adotar outras medidas preparatórias como suspender o uso de medicamentos específicos e evitar o tabagismo e consumo de álcool, por exemplo.

Recuperação após mamoplastia

São necessários alguns cuidados específicos após a realização da mamoplastia, especialmente no primeiro mês. Os cuidados gerais são os mesmos recomendados em qualquer tipo de cirurgia, e incluem especialmente o uso correto das medicações prescritas pelo médico, comparecer às consultas de retorno e cuidar bem dos curativos.

No que diz respeito especificamente à cirurgia nas mamas, a paciente não deve levantar os braços acima dos ombros e nem fazer esforços físicos. Por conta da necessidade deste cuidado, quem foi submetido à mamoplastia precisa de ajuda para realizar atividades rotineiras como tomar banho e lavar os cabelos. Nesses primeiros 30 dias, também é indicado usar sutiã cirúrgico ininterruptamente.

Outros cuidados recomendados durante o período pós-cirúrgico são:

  • Não dormir de lado no primeiro mês, e não se deitar de bruços por 90 dias;
  • Evitar tomar sol na região operada;
  • Não carregar peso ou dirigir nos primeiros 30 dias;
  • Trocar regularmente os curativos, conforme orientação médica;
  • Voltar gradualmente às atividades de rotina, e esperar liberação do cirurgião para retomar as atividades físicas.

Cicatriz e resultados

O tempo de recuperação após a mamoplastia varia de paciente para paciente, mas a média é de um mês para o retorno às atividades de rotina. São necessários pelo menos 3 meses até que os seios novos se acomodem e atinjam seu formato definitivo, sendo que este período pode ser até maior dependendo dos cuidados e do estado geral do indivíduo.

A cirurgia de mamas resulta em cicatriz de tamanho, posição e formato que dependem diretamente do tipo de procedimento realizado e técnica aplicada. O cuidado durante o pós-operatório é fundamental para que o processo de cicatrização ocorra da melhor forma possível, deixando marcas discretas e pouco perceptíveis.

É importante ter em mente que os seios operados continuam sofrendo com as ações do tempo e, portanto, poderão se modificar de acordo com o envelhecimento e com as mudanças do organismo. Para manter os resultados perceptíveis por mais tempo, é recomendado manter o peso corporal e estar sempre atento à manutenção da saúde e de uma dieta equilibrada — que inclui uma hidratação adequada do corpo.

Para saber mais sobre a mamoplastia e descobrir se este é um procedimento adequado para as necessidades do seu corpo e bem-estar, agende uma consulta com um cirurgião plástico de confiança.